for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Número de mortos por COVID-19 na Espanha pode ser 60% maior que contagem oficial, diz El Pais

MADRI (Reuters) - O número de mortos na Espanha por COVID-19 pode ser quase 60% maior que o número oficial de 28.432, de acordo com uma investigação do jornal El Pais publicada neste domingo.

O número oficial de mortes no país inclui apenas pessoas que foram formalmente diagnosticadas com o novo coronavírus, e não casos suspeitos que nunca foram testados.

A falta de testes generalizados, particularmente nos estágios iniciais do surto, significa que a contagem oficial pode subestimar o número de contaminados pelo coronavírus, como acontece em muitos outros países.

Contando estatísticas regionais de todas as mortes suspeitas e confirmadas pelo vírus, o jornal El Pais alcançou um total de 44.868 mortes. Se os números estiverem corretos, isso tornaria o surto da Espanha o segundo mais mortífero da Europa, depois do britânico.

O Ministério da Saúde da Espanha não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A cifra de El Pais está alinhado com as do Centro Nacional de Epidemiologia e do Centro Nacional de Estatística (INE), que registram excesso de mortalidade comparando as mortes em todo o país com as médias históricas.

Em junho, o INE registrou 43.945 mortes a mais nas primeiras 21 semanas de 2020 do que no mesmo período de 2019, embora não seja possível dizer quantas podem ser atribuídas à pandemia.

Reportagem de Nathan Allen

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up