for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Primeiro caso suspeito de Covid-19 na Coreia do Norte teve teste "inconclusivo", diz OMS

Prédio da OMS em Genebra 25/06/2020 REUTERS/Denis Balibouse

GENEBRA/SEUL (Reuters) - Os resultados do teste realizado pela Coreia do Norte com um homem suspeito de ser o primeiro caso de coronavírus no país foram inconclusivos, embora as autoridades locais tenham colocado em quarentena mais de 3.635 pessoas que tiveram contato primário e secundário com ele, disse à Reuters uma autoridade da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em 26 de julho, a Coreia do Norte anunciou ter declarado estado de emergência e colocado em quarentena a cidade fronteiriça de Kaesong, após uma pessoa que havia desertado para a Coreia do Sul há três anos atravessar a fronteira fortificada e retornar ao país com o que foi descrito pela mídia estatal como sintomas de Covid-19.

Na ocasião, a imprensa estatal não esclareceu se o homem foi testado para a doença, afirmando que “resultados incertos foram obtidos após diversas avaliações médicas”. Mas o líder norte-coreano, Kim Jong Un, declarou que “pode-se dizer que o vírus entrou no país”.

Se confirmado, o caso seria o primeiro oficialmente reconhecido por autoridades norte-coreanas, embora a mídia estatal reafirme que nenhuma infecção foi relatada no país até o momento.

“A pessoa foi testada para Covid-19, mas os resultados foram inconclusivos”, disse o médico Edwin Salvador, representante da OMS na Coreia do Norte, em comentários enviados à Reuters por email.

Reportagem de Emma Farge, em Genebra, e Josh Smith, em Seul; reportagem adicional de Sangmi Cha, em Seul

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up