for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Presidente peruano nomeia ex-ministro da Defesa como novo primeiro-ministro

Presidente do Peru, Martín Vizcarra, e ministro Walter Martos 03/10/2019 REUTERS/Guadalupe Pardo

LIMA (Reuters) - O presidente peruano, Martín Vizcarra, nomeou nesta quinta-feira o general da reserva Walter Martos, ex-ministro da Defesa, como novo primeiro-ministro do país, como parte de uma reforma ministerial em meio a um confronto com o Congresso, que é controlado pela oposição.

Vizcarra também nomeou o advogado Luis Inchishategui como chefe do Ministério de Energia e Minas.

A economia do Peru, que passa pelo pior declínio em um século devido a uma prolongada quarentena durante a pandemia de coronavírus, depende muito da mineração. O país é o segundo maior produtor de cobre do mundo.

No total, Vizcarra fez cinco mudanças em seu gabinete de 19 ministros, incluindo o primeiro-ministro. Foi a segunda reorganização ministerial em quase três semanas.

Inchishategui, que foi vice-ministro de Minas, tem uma vasta experiência no setor privado e trabalhou como advogado para várias empresas.

A ministra da Economia e Finanças, Maria Antonieta Alva, permanecerá no cargo, disse Vizcarra.

O Congresso do Peru rejeitou na terça-feira um voto de confiança no então primeiro-ministro, Pedro Cateriano. A derrota prejudicou o plano do governo de dar partida na economia do país andino.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up