for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Opositora é detida brevemente na véspera de eleição presidencial em Belarus

MINSK (Reuters) - A polícia de Belarus deteve brevemente uma importante integrante da oposição que desafia o presidente Alexander Lukashenko na eleição presidencial, afirmou a equipe da campanha, neste sábado.

Maria Kolesnikova foi detida no que a polícia diz ter sido um erro de identificação, afirmou a equipe da campanha em um comunicado. A polícia se recusou a comentar imediatamente.

Lukashenko, que governa o país há mais de 25 anos, tem tentado reprimir protestos contra ele, antes da votação presidencial de domingo, prendendo adversários e dissidentes.

Ele encara o maior desafio em anos, devido à frustração pela maneira frouxa com que lidou com a pandemia de coronavírus e queixas sobre a economia e direitos humanos.

Kolesnikova integrava a campanha de Viktor Babariko, ex-chefe de um banco local que foi detido depois de lançar sua campanha presidencial.

Após a prisão de Babariko, Kolesnikova se tornou um dos rostos da oposição que apoia Svetlana Tikhanouskaya, ex-professora de inglês que entrou na disputa depois que seu marido, um blogueiro contra o governo que pretendia se candidatar, foi preso.

Reportagem de Andrei Makhovsky

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up