for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

México conduzirá testes de estágios avançados de vacinas contra Covid-19 da China e dos EUA

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O México realizará testes clínicos de estágios avançados de possíveis vacinas contra a Covid-19 em desenvolvimento pela Johnson & Johnson e duas empresas chinesas, afirmou o Ministério das Relações Exteriores mexicano, nesta terça-feira.

REUTERS/Diego Vara

Testes de Fase 3, realizados em humanos e em larga escala, para a candidata da unidade da J&J, Janssen Pharmaceutical’s, poderiam começar na segunda metade de setembro, havia dito a empresa anteriormente.

O México também tentará ajudar candidatas das empresas chinesas CanSino Biologics e Walvax Biotechnology, disse o ministério, em uma apresentação em entrevista coletiva.

Mais de 150 vacinas estão sendo desenvolvidas e testadas ao redor do mundo para interromper a pandemia de Covid-19, das quais 25 estão em fase de testes clínicos em humanos, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Rússia foi o primeiro país do mundo a aprovar uma vacina para Covid-19, que batizou de “Sputnik V” para os mercados estrangeiros, afirmou uma autoridade, nesta terça-feira.

A Johnson & Johnson iniciou testes de segurança em humanos nos Estados Unidos em julho para sua vacina contra Covid-19, após divulgar detalhes de um estudo em macacos que mostrou que sua melhor candidata à vacina oferecia forte proteção em uma única dose.

A vacina experimental da Walvax está atualmente em testes iniciais em um instituto de pesquisa militar chinês.

A candidata à vacina da CanSino Biologics já está em testes clínicos. A empresa também está colaborando com o Conselho Nacional de Pesquisa do Canadá para “preparar o caminho” para futuros testes no Canadá, disse o conselho de pesquisa, em maio.

O México fez lobby em fóruns mundiais, incluindo o G20 e a Organização das Nações Unidas, para garantir acesso equitativo a uma eventual vacina.

A segunda maior economia da América Latina sofreu com mais de 50.000 mortes por Covid-19, segundo dados oficiais, tornando-se o terceiro país com mais mortes no mundo.

Está em 13º lugar em mortes per capita, segundo a Faculdade de Medicina da Universidade John Hopkins.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up