for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Mortes e casos de Covid crescem na Austrália e frustram expectativa de estabilização

SYDNEY (Reuters) - A Austrália registrou o dia com mais mortes da pandemia de coronavírus nesta quarta-feira e o maior crescimento de casos em três dias, frustrando expectativas de que uma segunda onda no Estado de Vitória poderia estar se estabilizando.

Ponto de checagem perto de Melbourne em meio ao crescimento de casos de Covid-19 13/07/2020 AAP Image/James Ross via REUTERS

Vitória relatou 21 mortes --duas a mais que os dias anteriores com mais fatalidades no começo desta semana-- e 410 novos casos nas últimas 24 horas, encerrando uma sequência de três dias com novas infecções abaixo de 400.

Um bolsão de infecções em Melbourne, capital de Vitória e segunda maior cidade da Austrália, forçou as autoridades, semana passada, a impor um toque de recolher noturno, apertar as restrições à movimentação diária das pessoas e ordenar que grandes partes da economia estadual fossem fechadas.

O primeiro-ministro de Vitória, Daniel Andrews, disse que, embora a tendência dos números seja cair, o impacto das novas medidas rígidas de lockdown ainda não apareceu no número de casos.

“Todos sabemos que uma semana não é o ciclo da vida deste vírus... e nossos especialistas permanecem firmes na visão de que isso irá conduzir os números para baixo”, disse, a repórteres.

Apenas Vitória e o Estado mais populoso do país, Nova Gales do Sul, relataram novos casos de Covid-19 nesta quarta-feira, com um total de 428 infecções detectadas nas últimas 24 horas.

O vírus foi efetivamente eliminado fora de Vitória e Nova Gales.

Autoridades em Nova Gales do Sul tentam rastrear as infecções relacionadas a um novo bolsão em uma escola de Sydney, o que gerou temores de uma transmissão comunitária mais ampla do que anteriormente na maior cidade do país.

A primeira-ministra de Nova Gales, Gladys Berejiklian, afirmou que os negócios podem sofrer restrições adicionais para evitar que novos bolsões se desenvolvam.

“Nós certamente demos um período de carência para empresas, organizações e diferentes estabelecimentos para que eles intensificassem seus planos de segurança contra a Covid e, se não fizerem isso, teremos que dar um passo adiante”, disse Berejiklian, em uma entrevista coletiva.

A Austrália relatou apenas 22.000 infecções e 352 mortes por causa do vírus, muito menos na taxa per capita do que muitas outras nações desenvolvidas.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up