for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Reino Unido firma acordos com J&J e Novavax visando suprimento de possíveis vacinas contra Covid-19

LONDRES (Reuters) - O Reino Unido comprará vacinas contra Covid-19 em potencial da Johnson & Johnson e da Novavax Inc, informaram as empresas norte-americanas nesta sexta-feira, aumentando o número de acordos que o país tem com farmacêuticas em meio à corrida global por vacinas.

10/04/2020 REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa

Reino Unido e Estados Unidos estão na liderança, cada um com seis acordos de vacina com farmacêuticas, enquanto empresas e governos de todo o mundo trabalham sem parar para encontrar uma vacina contra a pandemia mundial.

Os acordos mais recentes elevam o número total de doses garantidas pelo Reino Unido para 362 milhões, para uma população de 66 milhões.

Os contratos cobrem uma variedade ampla de tipos de vacina contra Covid-19 atualmente em desenvolvimento, já que o Reino Unido procura reduzir os riscos caso uma ou mais das tecnologias não seja eficiente.

A Johnson & Johnson disse que sua unidade da Janssen Pharmaceutica proporcionará ao governo britânico uma venda inicial de 30 milhões de doses de sua candidata Ad26.COV2.S somente para uso pandêmico emergencial e sem visar lucro.

O acordo de compra antecipada também oferecerá a opção de uma aquisição adicional de até 22 milhões de doses, disse.

Em um comunicado separado, a Novavax disse que o Reino Unido comprará 60 milhões de doses de sua candidata a vacina contra coronavírus, NVX-CoV2373, para um teste clínico de estágio avançado.

A vacina da Janssen usa uma técnica de adenovírus para transportar proteínas de coronavírus para células do organismo, e a da Novavax usa uma tecnologia conhecida como nanopartícula recombinante para produzir antígenos --moléculas concebidas para induzir uma reação do sistema imunológico.

Kate Bingham, presidente da Força-Tarefa de Vacinas do Reino Unido, disse que escolher vacinas que utilizam abordagens diferentes maximiza as chances de sucesso.

“Já montamos nosso portfólio essencial de vacinas diferentes, porque não sabemos se alguma destas vacinas diferentes funcionará”, disse Bingham à rede Sky News.

Estudos recentes levam a crer que a probabilidade de uma vacina experimental avançar dos testes iniciais em pessoas para uma aprovação regulatória é de cerca de uma em três.

A J&J disse que também concordou em colaborar com o governo britânico em um teste global de Fase 3 para estudar o regime de duas doses de sua candidata a vacina.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up