for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Macron diz que pressão máxima dos EUA sobre Irã não está funcionando

Presidente da França, Emmanuel Macron, em Paris 14/09/2020 REUTERS/Charles Platiau/Pool

PARIS (Reuters) - A campanha dos Estados Unidos de pressão máxima sobre o Irã fracassou até agora, disse o presidente da França, Emmanuel Macron, nesta terça-feira durante discurso para a Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), no qual também minimizou os esforços dos EUA de restaurarem sanções sobre Teerã ao lembrar que Washington abandonou o acordo nuclear de 2015.

“A estratégia de pressão máxima, que tem estado em vigor por vários anos, não tornou possível, neste estágio, encerrar as atividades desestabilizadoras do Irã ou garantir que ele não será capaz de adquirir armas nucleares”, disse Macron à ONU.

“É por isso que a França, ao lado de seus parceiros alemães e britânicos, vai manter a reivindicação da implementação integral do Acordo de Viena de 2015 e não vai aceitar as violações cometidas pelo Irã.”

Reportagem de John Irish e Michel Rose

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up