for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Portugal amplia medidas para combater coronavírus até meados de outubro

Praça do Comércio, Lisboa 11/9/2020 REUTERS/Rafael Marchante

LISBOA (Reuters) - Portugal ampliou as medidas para conter a pandemia de coronavírus no mínimo até meados de outubro, anunciou o governo nesta quinta-feira, em um momento no qual um aumento do número de casos diários no país continua a preocupar autoridades em casa e no exterior.

No dia 15 de setembro, todo o país foi submetido a um estado de contingência que vigorará até 14 de outubro, o que significa que as reuniões continuam a ser limitadas a dez pessoas, e os estabelecimentos comerciais precisam fechar entre as 20h e as 23h.

Portugal, que já relatou 71.156 casos até agora, foi elogiado inicialmente por sua reação à pandemia. Agora os casos voltaram a subir, e a autoridade de saúde relatou 802 casos na quarta-feira, um dos piores dias desde o início da pandemia.

“Os números (de casos) vêm crescendo há cerca de cinco semanas”, disse a ministra da Presidência do Conselho de Ministros, Mariana Vieira da Silva, em uma coletiva de imprensa, acrescentando que o governo reavaliará a situação em duas semanas.

O governo também decidiu nesta quinta-feira ampliar a proibição a festivais e eventos semelhantes até o final do ano.

O aumentos dos casos de coronavírus em Portugal, uma nação de pouco mais de 10 milhões de habitantes, levou vários países europeus a impor restrições de viagem e alertas que prejudicam a economia dependente do turismo.

Ainda nesta quinta-feira, a Alemanha acrescentou a grande Lisboa, que concentra a maioria dos casos de coronavírus, a uma lista de destinos para os quais desaconselhou viagens.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up