for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Governador diz que Nova York revisará qualquer vacina contra Covid-19 autorizada pelo governo federal

Governador de Nova York, Andrew Cuomo 03/08/2020 REUTERS/Carlo Allegri

(Reuters) - O governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, disse nesta quinta-feira que o governo estadual irá conduzir suas próprias revisões de vacinas autorizadas ou aprovadas pelo governo federal devido a preocupações com a possível politização do processo de aprovação.

Cuomo, um político democrata que tem criticado repetidas vezes o presidente Donald Trump e a condução de seu governo republicano na pandemia do coronavírus, disse a jornalistas em um pronunciamento que formaria um comitê de revisão para aconselhar o Estado sobre a segurança da vacina.

“Francamente, eu não vou confiar na opinião do governo federal”, disse Cuomo. “O Estado de Nova York fará sua própria revisão quando o governo federal terminar de revisar e disser que é seguro.”

Uma porta-voz da Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos, a FDA, se recusou a comentar as declarações do governador. Na quarta-feira o comissário da FDA, Stephen Hahn, disse a um comitê do Senado que a agência só aprovará uma vacina se ela for segura e eficiente.

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) se recusou a comentar, dizendo que era um assunto para o Departamento de Saúde dos EUA. O departamento não respondeu imediatamente a um pedido por comentários.

“A escolha dos Estados em revisar de maneira independente a segurança e eficácia de produtos é um sinal problemático. Este país está em apuros se chegarmos ao ponto de não confiarmos na FDA ou no CDC”, disse o dr. Paul Offit, um especialista em doenças infecciosas na Universidade da Pensilvânia e no Hospital Infantil da Filadélfia, em um comentário enviado por e-mail à Reuters.

Declarações recentes de Trump e de seu secretário de Saúde sobre a concessão de autorizações a vacinas para a Covid-19 que estão atualmente em fases avançadas de testes provocaram preocupações entre especialistas da área sanitária sobre se as decisões da FDA podem continuar independentes de questões políticas.

Reportagem de Maria Caspani, reportagem adicional de Caroline Humer em Nova York e Julie Steenhuysen em Chicago

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up