8 de Dezembro de 2008 / às 11:19 / em 9 anos

Paquistão prende suspeito de ordenar ataques em Mumbai

ISLAMABAD (Reuters) - Um dos supostos mentores do ataque à cidade indiana de Mumbai foi preso pelas forças de segurança paquistanesas em uma operação em um campo de militantes, disseram várias fontes em Muzaffarabad, capital da Caxemira paquistanesa, na segunda-feira.

<p>Manifestantes prostestando contra os recentes ataques &agrave; Mumbai. Um dos supostos mentores do ataque &agrave; cidade indiana foi preso pelas for&ccedil;as de seguran&ccedil;a do Paquist&atilde;o durante uma ofensiva em um campo militante.REUTERS/Krishnendu Halder</p>

Uma autoridade de um organismo de caridade ligado aos militantes disse que Zaki-ur-Rehman Lakhvi foi detido no domingo, depois de uma operação em um campo usado pelos homens do Lashkar-e-Taiba, perto de Muzaffarabad.

“Sim, Lakhvi está entre as quatro ou cinco pessoas presas em uma operação ontem”, disse a autoridade, cuja instituição, a Jammat-ud Dawa (JuD), é considerada uma frente do grupo militante.

Um ex-militante que agora mantém relações próximas com a JuD, também disse que Lakhvi, um dos chefes operacionais do Lashkar, foi preso. Uma autoridade do setor de inteligência também confirmou a informação.

Todas as fontes falaram sob a condição de não ter os nomes revelados devido à sensibilidade existente em assuntos de segurança.

Outras autoridades paquistanesas da área de inteligência disseram que seis homens foram presos, mas não divulgaram nomes. Não houve confirmação oficial da operação.

Lakhvi foi apontado como cabeça pelo único atirador ainda vivo responsável pelo ataque em Mumbai, de acordo com autoridades indianas.

O Paquistão pediu provas de que os agressores vieram do Paquistão, mas afirmaram que vão cooperar com a Índia nas investigações, embora as tensões entre os dois países nucleares tenham aumentado.

Os Estados Unidos pressionaram o Paquistão a cumprir sua palavra a fim de evitar que a crise piore, mas também pediram à Índia que se contenha.

“Acho que não há dúvidas de que o território paquistanês foi usado, provavelmente por atores não-estatais”, disse a secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, ao programa “Late Edition”, da CNN, no domingo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below