29 de Dezembro de 2010 / às 21:41 / em 7 anos

Berlusconi promete limpar Nápoles antes do Ano-Novo

ROMA (Reuters) - O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, disse na quarta-feira que vai limpar as ruas de Nápoles até a véspera do Ano-Novo, em mais uma promessa desde 2008, quando o problema crônico do lixo nas ruas da cidade começou a alarmar o público.

<p>Um soldado italiano desinfeta o lixo acumulado em Quarto, na regi&atilde;o de N&aacute;poles, em 29 de novembro. O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, disse que vai limpar as ruas de N&aacute;poles at&eacute; a v&eacute;spera do Ano-Novo, em mais uma promessa desde 2008, quando o problema cr&ocirc;nico do lixo nas ruas da cidade come&ccedil;ou a alarmar o p&uacute;blico. 29/11/2010 REUTERS/Ciro De Luca</p>

Milhares de toneladas de lixo acumularam nas ruas da terceira maior cidade da Itália nos últimos meses, apesar dos protestos de moradores, levando a Comissão Europeia a fazer uma advertência, em novembro, ameaçando multar a Itália caso o problema não seja resolvido.

“Uma véspera de Ano-Novo limpa em Nápoles” foi a frase de abertura de um comunicado divulgado pelo gabinete de Berlusconi depois de uma reunião entre o governo e autoridades regionais.

Soldados estão sendo usados na faxina de emergência. Autoridades locais disseram que a limpeza das ruas é uma questão de segurança, já que a cidade é conhecida por ter as comemorações mais agitadas do país. Há temores de que os fogos de artifício possam atear fogo ao lixo.

Para muitos italianos, a crise simboliza os muitos problemas do governo de centro-direita de Berlusconi. O primeiro-ministro, porém, responsabiliza as autoridades locais e o prefeito de centro-esquerda de Nápoles.

O problema da péssima administração do lixo na região mais densamente populosa da Itália persiste há anos, criado por uma mistura de ineficiência e disputas entre autoridades locais. A influência do crime organizado só piora a situação.

Os depósitos de lixo estão cheios, mas moradores protestam contra a abertura de novos depósitos, o que poderia criar um fedor insuportável e atrair lixo ilegal. Planos para novos incineradores foram adiados inúmeras vezes.

O comissário de Meio Ambiente da Comissão Europeia, Janez Potocnik, disse que as autoridades devem cumprir as leis ambientais da União Europeia a fim de evitar multas, melhorando a reciclagem, a coleta e os depósitos de lixo.

Reportagem de Catherine Hornby

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below