May 2, 2011 / 12:39 PM / 9 years ago

ANÁLISE-Morte de Bin Laden é vitória política para Obama

Por Jeff Mason

O presidente dos EUA, Barack Obama, anuncia a morte de Osama bin Laden, na Casa Branca, em Washington. 01/05/2011 REUTERS/Jason Reed

WASHINGTON (Reuters) - Barack Obama teve vários momentos decisivos como presidente dos Estados Unidos, e a morte de Osama bin Laden pode se tornar o mais significativo deles politicamente.

Obama, um democrata, anunciou na noite de domingo que as forças norte-americanas mataram o líder da Al Qaeda e recuperaram seu corpo. A morte foi uma grande vitória para Obama na questão de segurança nacional, no momento em que o presidente inicia sua campanha para a reeleição em 2012.

Segue uma lista de benefícios que Obama terá com a bem-sucedida operação.

MUDANÇA DE NARRATIVA

Obama foi enfraquecido politicamente por conta das preocupações geradas com o aumento nos preços de gasolina e com sua forma de administrar a economia. Sua declaração dramática sobre a morte de Bin Laden desviará a atenção pública nos EUA para seu sucesso como comandante-chefe das Forças Armadas, criando uma imagem de força. Perspectivas de que o risco geopolítico irá diminuir também poderão reduzir os elevados preços do petróleo.

CUMPRIMENTO UMA PROMESSA

Durante sua campanha presidencial de 2008, Obama prometeu trazer para casa as tropas norte-americanas que estão no Iraque, ao mesmo tempo em que aumentava os esforços militares no Afeganistão e na busca por Bin Laden. Com Bin Laden morto, o presidente pode dizer que cumpriu mais uma promessa, dando-lhe a credibilidade que tenta manter na Casa Branca.

TRUNFO SOBRE A OPOSIÇÃO

Os republicanos têm uma reputação de longa data na política norte-americana de serem mais fortes do que os democratas em questões de segurança nacional. Com essa operação bem-sucedida sob seu comando, Obama pode clamar para si e para seu partido esse trunfo dos republicanos. Bin Laden evitou ser capturado durante os mandatos do predecessor republicano de Obama, George W. Bush.

ANIMANDO OS PATRIOTAS

Assim como os ataques de 11 de setembro foram parte determinante da Presidência de Bush, a morte de Bin Laden será uma parte determinante da Presidência de Obama. O sentimento patriótico nos EUA inflou após os ataques de 2001, e contribuiu para que Bush continuasse no poder.

Obama, que pediu no domingo para que os norte-americanos se unissem como fizeram em 2001, poderá se beneficiar de uma nova onda de patriotismo.

Apesar das imagens de um vazamento de petróleo e uma recessão econômica continuarem presentes, a morte de Bin Laden quase certamente irá se sobrepor a elas —ao menos no curto prazo— dando à sua Presidência um sucesso histórico que tanto os democratas quanto os republicanos poderão comemorar.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below