May 3, 2011 / 1:26 AM / 8 years ago

Mulher de Bin Laden não morreu em ataque, diz Casa Branca

John Brennan, principal assessor para questões de terrorismo de Barack Obama, fala sobre a morte de Osama bin Laden, em Washington. Brennan afirmou que o corpo de uma das mulheres de Bin Laden foi colocado de uma forma que "ela serviu como escudo". 02/05/2011 REUTERS/Kevin Lamarque

WASHINGTON (Reuters) - Uma mulher assassinada durante um ataque dos Estados Unidos contra o complexo onde estava Osama bin Laden no Paquistão não era sua esposa, e ela não foi usada como escudo humano pelo líder da Al Qaeda antes de sua morte, afirmou uma autoridade norte-americana, corrigindo uma informação anterior.

Mais cedo, John Brennan, o principal assessor para questões de terrorismo do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse a repórteres que a mulher morta era uma das esposas de Bin Laden e que havia sido usada —talvez involuntariamente— como escudo durante o confronto.

Porém, uma outra autoridade da Casa Branca afirmou que aquele não era o caso. A esposa de Bin Laden foi ferida, mas não morta no ataque.

Autoridades dos EUA disseram que uma equipe pequena de soldados norte-americanos num helicóptero desembarcou de madrugada na mansão onde Bin Laden estava escondido, perto da capital paquistanesa Islamabad, e disparou contra o líder da Al Qaeda no peito e na cabeça. Ele não revidou com tiros.

Reportagem de Jeff Mason e Alister Bull

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below