for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Furto de segredo comercial na China é "problema grave", dizem EUA

WASHINGTON, 1 Mai (Reuters) - Os Estados Unidos estão gravemente preocupados com furtos de segredos comerciais praticados por chineses, o que pode ter consequências sobre as companhias norte-americanas e a segurança comercial dos EUA, disse o Departamento de Representação Comercial (USTR, na sigla em inglês) do país na quarta-feira.

“É um problema grave, com dimensões que vão além até mesmo das questões de propriedade comercial e intelectual”, disse um funcionário do USTR, antecipando o teor de um relatório anual da agência sobre os países com pior atuação na proteção de patentes e outras formas de propriedade intelectual dos EUA.

“Você encontrará muita discussão sobre preocupações com a apropriação indevida de segredos comerciais no capítulo do relatório sobre a China”, disse o funcionário, pedindo anonimato.

“Isso inclui tanto os furtos convencionais de segredos comerciais, relativos a empregados, e também o furto cibernético, que claramente emergiu como uma grande questão recentemente”, disse a fonte.

O departamento não chegou, no entanto, ao ponto de qualificar a China como “país estrangeiro prioridade” por causa do furto de segredos comerciais, como recentemente propuseram dois influentes deputados democratas.

Tal designação iniciaria um processo que poderia levar a sanções contra produtos chineses, caso as preocupações norte-americanas não fossem respondidas por Pequim.

“Continuamos determinados a usar todas as ferramentas apropriadas de política comercial agora e no futuro para contribuir com uma resposta de todo o governo a esse problema”, disse o funcionário.

Reportagem de Doug Palmer

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up